Diário de Bordo Mudanças Recentes dedalu.art.brTagsRSS RSS

Leituras

Atenção: Essas anotações são muito pessoais e até ininteligíveis. Verifique o DiárioB – ‘B’ de bibliográfico, ‘B’ de lado B (aquele dos discos de vinil) e ‘DB’ de banco de dados.

Pintura para catálogos

  • CrimpSobreAsRuínasDoMuseu – a introdução da fotografia no museu gera sua destruição, com conseqüentes reações.
  • FosterArtAndArchive – primeiro discute os arquivos da arte moderna dentro da dialética entre totalidade e fragmentação da arte. Na continuação, aborda as disciplinas história da arte e crítica; terminando com a uma discussão sobre a morte da arte.
  • FoucaultAsPalavrasEAsCoisas – arqueologia da episteme moderna, elaborando algumas conclusões de Vigiar e punir.
  • FoucaultPosfácioAFlaubert – Flaubert seria o primeiro escritor de biblioteca e Manet, o primeiro pintor de museu.
  • FoucaultVigiarEPunir – arqueologia das instituições disciplinares modernas e da indissociabilidade entre poder e saber.
  • MarinSobrePoussin – MARIN, Louis. “Ler um quadro em 1639, segundo uma carta de Poussin”. In: —. Sublime Poussin. São Paulo: Edusp, 2000. p. 19-37.
  • MalrauxMuseuImaginário – texto emblemático em que Malraux procurava compreender os novos tipos de relação com a obra de arte comprimida neste paradoxal espaço reprodução-biblioteca.

Algumas notas anárquicas de leitura

Algumas notas rápidas sobre artistas e movimentos

Bibliografias