Diário de Bordo Mudanças Recentes dedalu.art.brTagsRSS RSS

PerdidoAchado2003

Este texto estava perdido, agora achei:


“…há nas artes plásticas, na música e na poesia uma arte das almas feias, lado a lado com a arte das almas belas; e foi talvez essa arte que melhor conseguiu os mais poderosos efeitos da arte: quebrar as almas, mover as pedras, transformar os animais em homens” (Nietzsche)

Em óleo sobre tela, acrílica e desenho, mostrarei trabalhos com influências que vão do Expressionismo à arte marginal urbana, percorrendo três etapas da minha busca por uma estética particular para a figura humana.

Superação da carranca

Nesta fase de desenhos gestuais e croquis, procuro introjetar os aspectos mais felizes da etapa anterior, na qual confrontava as carrancas do Rio São Francisco à figura humana tradicional, superando-a.

Afirmação da forma e pesquisa da cor

Telas a óleo e acrílica (incluindo as da exposição "Oprimidos") com forte interferência da carranca nas formas e cores (amarelos, vermelhos e azuis quase puros), mas já com influência do grafite urbano (formas fechadas e fundo acentuadamente poluído).

Urbanização

Pinturas sobre tela e papelão derivadas de pesquisa que visou transferir para minha linguagem a tensão das manifestações marginais urbanas, como o grafite.


Era tão bom ser ingênuo!